Eu não sou promíscua. Mas sou caleidoscópica: fascinam-me as minhas mutações faiscantes que aqui caleidoscopicamente registro. C.L.



domingo, 30 de outubro de 2011

Cá estou
Não falando do que restou
Mas do que está por vir
Pensamentos iguais
Solidão não mais
Como quem não quer nada
Mudou madrugada
Risos em forma de poesia
Conversas sobre nostalgia
Andar e encontrar
Parar e conversar
Tudo parece estar
Mudando de lugar
Que mude mesmo
Mude o tempo
Mude com o vento
Fazendo movimento
Em um só momento.