Eu não sou promíscua. Mas sou caleidoscópica: fascinam-me as minhas mutações faiscantes que aqui caleidoscopicamente registro. C.L.



sábado, 31 de dezembro de 2011


Desejo a vocês, que fazem parte da minha vida, que estão comigo nas horas boas e ruins, que me fazem companhia, que me fazem feliz e que fizeram meu 2011 valer a pena. Que neste ano de 2012 vocês alcancem tudo o que foi citado acima e todos os seus objetivos. Feliz Ano Novo.

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

À dois, quando não se está mais só

Discordariamos quanto ao que fazer no jantar. Eu pediria para passar no mercado e trazer coisas saudáveis, você traria somente besteiras. Nos filmes assistidos à noite embaixo das cobertas, você torceria para o zumbi, enquanto eu me escondenderia em seus braços. Eu torceria para ficarem juntos no final, enquanto você deitaria no meu colo. Quanto aos cômodos, no momento em que eu falara quero uns 10! você comentava: quero só um quarto, uma cama e nós. Aí então eu te amaria mais ainda. E nos amávamos e amávamos, todas as noites. E as manhãs. E as tardes. E sempre.

sábado, 24 de dezembro de 2011

Então é Natal


Acho essa a melhor época do ano. Tudo bem que depois de um tempo a gente acaba descobrindo que Papai Noel não existe, mas poxa, durante toda a tua infância você se apegou a isso, e querendo ou não adorava chegar essa época do ano para ganhar os presentes. Acredito ser uma das melhores datas comemorativas, não só por ser entregues presentes, ter amigo secreto, panetones, enfeites e árvores de Natal, mas principalmente porque é passado com a família. Por mais que seus pais não estejam mais aqui ou estão longe, você nunca passa sozinho, sempre passa ao lado de alguém, seja marido, esposa, filhos e até mesmo os amigos que são a família que permitimos escolher. Mesmo a gente sabendo que toda aquela história do Pólo Norte, da barba, das renas, chaminés, que tudo isso não passou de uma brincadeira, cá entre nós, era a melhor brincadeira de quando éramos crianças, a melhor mentirinha que alguém podia nos contar. Deixe que a alegria, o sorriso de quando você era pequenininho, as palavras doces, a ingenuidade de uma criança, deixe tudo isso voltar em você. E um FELIZ NATAL.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Vai menina, fecha os olhos. Solta os cabelos. Joga a vida. Como quem não tem o que perder. Como quem não aposta. Como quem brinca somente. Vai, esquece do mundo. Molha os pés na poça. Mergulha no que te dá vontade. Que a vida não espera por você. Abraça o que te faz sorrir. Sonha que é de graça. Não espere. Promessas, vão e vem. Planos, se desfazem. Regras, você as dita. Palavras, o vento leva. Distância, só existe pra quem quer. Sonhos, se realizam, ou não. Os olhos se fecham um dia, pra sempre. E o que importa você sabe, menina. É o quão isso te faz sorrir. E só...

Caio Fernando Abreu

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011


"Amigo de verdade te leva a sério,
te leva no riso,
te leva no bico,
mas te leva...
Te carrega pra vida toda!"

Fernanda Gaona

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Eu já falei sobre disco voador
E da metamorfose que eu sou
Eu já falei só por falar
Agora eu vou cantar por cantar
Cantar tudo o que vier na cabeça
Eu vou cantar até que o dia amanheça
Eu vou cantar...

Raul Seixas
E quando uma pessoa faz de tudo para entrar na tua vida mesmo você 'bloqueando a entrada', e quando finalmente ela consegue, você passa a querer entrar na dela. Depois de tudo, sem entender, ela se vai.

domingo, 18 de dezembro de 2011


Colei aquele “Eu amo você” no espelho. É para mim mesmo.

Caio Fernando Abreu

sábado, 17 de dezembro de 2011

Até o seu perfume me faz sorrir.
Até o seu silêncio gritando me faz derreter.
Até o seu olhar olhando o meu de olhos fechados me faz sentir.
Até suas palavras sem pronunciar alguma me faz amar.
Até eu querendo sentir me faz enlouquecer.
Até eu achando pouco me faz gostar.
Até eu não querendo amar me faz amar.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011



Por isso, eu te peço: Me provoque. Me beije a boca. Me desafie. Me tire do sério. Me tire do tédio. Vire meu mundo do avesso... Mas pelo amor de Deus, faça a diferença na minha vida!

Clarice Lispector

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Relacionamentos
Sempre acho que namoro, casamento, romance tem começo, meio e fim. Como tudo na vida.
Detesto quando escuto aquela conversa:
- 'Ah,terminei o namoro...
- 'Nossa,quanto tempo?'
... - 'Cinco anos... Mas não deu certo...acabou'
- É não deu...?
Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou.
E o bom da vida é que você pode ter vários amores.
Não acredito em pessoas que se complementam. Acredito em pessoas que se somam.
Às vezes você não consegue nem dar cem por cento de você para você mesmo, como cobrar cem por cento do outro?
E não temos esta coisa completa.
Às vezes ele é fiel, mas não é bom de cama.
Às vezes ele é carinhoso, mas não é fiel.
Às vezes ele é atencioso, mas não é trabalhador.
Às vezes ela é malhada, mas não é sensível.
Tudo nós não temos.
Perceba qual o aspecto que é mais importante e invista nele.
Pele é um bicho traiçoeiro.
Quando você tem pele com alguém, pode ser o papai com mamãe mais básico; que é uma delícia.
E as vezes você tem aquele sexo acrobata, mas que não te impressiona...
Acho que o beijo é importante...e se o beijo bate... se joga... se não bate...mais um Martini, por favor... e vá dar uma volta.
Se ele ou ela não te quer mais, não force a barra.
O outro tem o direito de não te querer.
Não lute, não ligue, não dê pití.
Se a pessoa tá com dúvida, problema dela, cabe a você esperar ou não.
Existe gente que precisa da ausência para querer a presença.
O ser humano não é absoluto. Ele titubeia, tem dúvidas e medos mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta.
Nada de drama.
Que graça tem alguém do seu lado sob chantagem, gravidez, dinheiro, recessão de família?
O legal é alguém que está com você por você.
E vice versa.
Não fique com alguém por dó também.
Ou por medo da solidão.
Nascemos sós. Morremos sós. Nosso pensamento é nosso, não é compartilhado.
E quando você acorda, a primeira impressão é sempre sua, seu olhar, seu pensamento.
Tem gente que pula de um romance para o outro.
Que medo é este de se ver só, na sua própria companhia?
Gostar dói.
Você muitas vezes vai ter raiva, ciúmes, ódio, frustração. Faz parte.
Você namora um outro ser, um outro mundo e um outro universo
E nem sempre as coisas saem como você quer...
A pior coisa é gente que tem medo de se envolver.
Se alguém vier com este papo, corra, afinal, você não é terapeuta.
Se não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsível.
Na vida e no amor, não temos garantias.
E nem todo sexo bom é para namorar
Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar.
Nem todo beijo é para romancear.
Nem todo sexo bom é para descartar. Ou se apaixonar. Ou se culpar.
Enfim...quem disse que ser adulto é fácil?

Arnaldo Jabor
Eu vou fazer de tudo para que você possa se sentir segura.

Crepúsculo

Nunca pensei que fosse dizer isso, não gosto de filmes assim, mas essa frase foi inteligente.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

O maço de papéis em branco sobre a escrivaninha é o mais terrível silêncio.

Gabriel Viviani

sábado, 10 de dezembro de 2011

Vem cá

Vem cá. Lembra daquele dia que a gente se conheceu? Você estava com seus amigos e eu com os meus. Lembro bem daquele sorriso que você abriu quando eu te olhei, e da sua mão passando no cabelo, quando eu retribui. Eu sei que você queria disfarçar, ficou envergonhado, você mesmo me disse quando se aproximou. Por falar em se aproximar, chega mais perto, não fica longe não. E por falar em estar longe, quando é que você volta? A saudade já está apertando. Falando em apertar, tava lembrando do nosso primeiro abraço, você também sempre lembra né, cada vez que a gente se abraça você fala. E por falar em abraço, quando é que vou receber o próximo? Aquele que você sabe que eu gosto. Abraço demorado e quando a gente se solta você me beija. E por falar em beijo, lembra do nosso primeiro? Estávamos sentados na sombra, embaixo daquela árvore, era carvalho né? Então você nos comprou um sorvete, eu disse que queria de morango e você de chocolate, acabamos por comprar de creme. Nós estávamos rindo, e de repente você vem com aquela desculpa de que eu tinha me sujado. Não queria falar nada, mas adorei essa desculpa, se desculpe mais vezes. Foi quando eu perguntei onde, e você falou do lado, eu perguntei onde, e você falou da boca, eu perguntei onde, e você falou que daria um jeito, eu perguntei onde e você me beijou. Não queria falar nada, mas vamos passar essa tarde comprar um sorvete de creme? Podemos voltar àquele lugar, do nome estranho que a gente sempre esquece. Àquele que a gente saiu em uma noite de inverno e você me pediu em namoro. Logo eu que tremo toda no frio, não me importaria de ficar mais alguns minutos no vento, olhando você sorrir e tremer a boca. Colocando meu cabelo atrás da orelha e sorrindo com os olhos. Às vezes me pergunto porque você não apareceu antes. Deve ser porque eu tava machucada e você também, assim deu tempo de arrumar a bagunça que ficou da última vez. Por falar em bagunça, nem queira ver nosso quarto. Depois que você saiu não arrumei mais não, eu sei que você gosta de organização, quando você ver vai brigar comigo. Mas logo falarei os motivos, certamente não iria tirar os lençóis, pois cada vez que deito para dormir, lembro de você aqui. Na noite passada você estava com aquele perfume que eu gosto. Outro motivo é que você vai ficar emburrado, e você não sabe como fica lindo desse jeito. Ah, sabe sim, eu sempre falo. Ainda você diz que não é verdade, e eu sempre insisto em dizer que fica. Mesmo não querendo você abre um sorriso, aí então você me beija, me pega no colo e me leva para cama. Vai dizer que a gente não se esquece da bagunça? Mais do que suficientes os motivos não é? Quando estiver voltando me avisa, que eu vou correndo para o banho. A gente poderia fazer que nem aquela vez, em que você falou para gente tomar juntos para economizar água. Você e suas desculpas. Por falar em desculpa, tenho uma. Tem a ver com economizar luz e acender velas, hoje a noite você vê. Por falar em velas, lembra de quando quase colocamos fogo na casa? Lembro bem como foi, como poderia esquecer sendo nossa primeira vez. Depois daquela vez você me contou que não gosta mais de velas. E mesmo assim sempre as acende. Tanto no jantar como em volta da cama. Fala que não gosta mas faz isso porque sabe que eu amo. Você sabe do meu sorriso quando você faz isso. E por falar em sorriso, adivinha qual a reação do meu irmão quando falei que vamos levar os convites na semana que vem? É acertou, ele quer te matar. Veio com aquela historinha de que se você não me fizer bem você sabe o que te acontece. Aquela mesma historinha que ele contou durante nosso namoro inteiro. Mas no fundo ele sabe que você não poderia me fazer mais feliz. Ele acha que eu não sei disso, mas já ouvi ele dizer. Por falar em convite, ainda estou esperando você fazer aquele que você disse que ia fazer. Era alguma coisa sobre a gente escolher o lugar que vamos depois do tão sonhado dia. Falando nisso a agência de viagens ligou e quase que a mulher me conta o lugar. Não sei porque você quer que seja surpresa. Sabe que sou curiosa. Igual àquela vez em que você insistiu para saltarmos de asa delta. Quase chorei mas fui. Por sinal, o pôr do sol estava lindo. E ainda acho que foi muita coincidência a gente ter caído na praia perto de uma mesa com vinho e velas. Você diz que não, mas já te falei que quando você me engana você sorri de um jeito diferente e mexe a sobrancelha? É, eu sempre sei. Meu bem, volta quando? Não esquece que hoje tem jogo do nosso time e que comprei o filme que você tanto queria ver. Por falar em ver, vi o bilhete que deixou no espelho do banheiro, só não deu tempo de responder. Estava ocupada lendo a carta que me deixou ao lado dos bombons. Amanhã bem cedo te acordarei daquele jeitinho que você gosta e prometo que deixarei a resposta do bilhete, como se você já não soubesse né. Lembra que dia vai ser amanhã? Não esquece ein. Sei que te lembro todos os dias mas é para não esquecer mesmo, que é mais um dia que você me faz questão de mostrar que é diferente de qualquer um que tenha passado na minha vida. Por falar nisso, hoje ainda não te agradeci. Por esses anos todos você ter sido a melhor coisa que me aconteceu. Mas dessa vez queria agradecer de um jeito diferente. Quer saber. Vem cá.
"Deveria chamar-te claridade
Pelo modo espontâneo
Franco e aberto
Com que encheste de cor meu mundo escuro."

Vinícius me entenderia...

Passando o inverno todo tremendo

- Tenho medo do frio.
- Ahn?
- Principalmente quando você fala para eu me esquentar em você.
- Mas isso é ruim?
- Se acontecer de você sair bem quando eu for me esquentar, sim.
- Mas eu jamais o faria.
- Foi bem isso que me disseram no último inverno.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011




Era quente.
como o fogo
como o sol
como uma brasa
como um café
como 39'
como um vulcão
Era quente.
Era eu.
Com você.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Você deve desistir de seu direito de decidir o que é bom ou ruim e escolher apenas viver.

A Cabana
-O que é?
-Estou com frio.
-Meu cobertor é bem quentinho.
-Você está me convidando?
-Não, só estou falando.
-E porque não me convida?
-E precisa?

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

E eu poderia ficar ali durante mais algum tempo, ouvindo você falar, sentindo teu cheiro, me perdendo no teu abraço, gostando teu beijo.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Vai ser complicado, porém divertido. Vamos brigar por quase tudo, porque adoramos irritar um ao outro. Você vai querer ver um filme de terror e eu vou dizer que quero ver romance, só para contrariar, e quando você disser “tudo bem então”, eu vou dar uma gargalhada e cantarolar “brincadeirinha, bobo”. Você vai deixar a toalha molhada em cima da cama e quando eu ver, vou gritar seu nome. Quando você chegar no quarto, vou te dar um sermão, você vai rir e eu vou brincar de te bater com ela. A maior parte do guarda-roupa será minha, e se você discordar, te faço comprar um só pra mim, ou construir um closed, é, boa idéia. Vou inventar uma dieta radical, e você chegará do trabalho com uma caixa de bombom e um pote de sorvete, vou querer te matar, mas acabaremos, os dois, sentados no sofá com uma colher na mão e com a boca lambuzada. Vamos brigar pelo lado direito da cama, e discutiremos sobre quem é melhor jogando dama, sem sucesso, porque eu sei que eu nunca vou te superar. Você começará a me contar sobre as suas ex-namoradas e a elogiá-las pra caramba, e quando conseguir me tirar do sério, vai me pegar no colo e me jogar na cama, me enchendo de cócegas e dizendo que fico linda com ciúmes. Teremos pelo menos uns 3 filhos, que obviamente vão ser super mimados por você, o que causará mais discórdia ainda. Você e as crianças entrarão com os pés sujos de lama dentro de casa, me fazendo surtar e abrir um sorriso logo depois, ao ver uma flor na mão de cada um. No supermercado, você vai encher o carrinho de besteira, enquanto eu tento convence-lo de levar coisas um pouco mais saudáveis. Vou fazer a sua comida favorita, mas não vou deixar que você diga que não gosta de algo sem nunca ter provado. Vamos brigar, dormir de costas um para o outro, e no meio da noite, vou sentir sua mão procurando a minha e vou te abraçar para nunca mais soltar. Seremos eu e você, pra sempre, independente de qualquer outra coisa.

Stephani Ignatti

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Porque me deu agora de repente uma vontade danada de abraçar você, mas de corpo presente e ficar junto, sem assunto, deixando a vida passar.

Mário de Andrade

E como deu!

Uma típica conversa entre uma mulher e um homem

M – Aonde você vai?
H – Vou sair um pouco.
M – Vai de carro?
H – Sim.
M – Tem gasolina?
H – Sim… coloquei.
M – Vai demorar?
H – Não… coisa de uma hora.
M – Vai a algum lugar específico?
H – Não… Só rodar por aí.
M- Não prefere ir a pé?
H – Não… vou de carro.
M – Traz um sorvete pra mim!
H – Trago… Que sabor?
M – Manga.
H – Ok… Na volta eu passo e compro.
M – Na volta?
H – Sim… senão derrete.
M – Passa lá, compra e deixa aqui.
H – Não… Melhor não! Na volta.. é rápido!
M – Ahhhhh!
H – Quando eu voltar eu tomo com você!
M – Mas você não gosta de manga!
H – Eu compro outro… de outro sabor.
M – Aí fica caro…. Traz de cupuaçu!
H – Eu não gosto também.
M – Traz de chocolate… Nós dois gostamos.
H – Ok! Beijo… volto logo…
M – Ei!
H – O que?
M – Chocolate não… Flocos…
H – Não gosto de flocos!
M – Então traz de manga prá mim e o que quiser prá você.
H – Foi o que sugeri desde o começo!
M – Você está sendo irônico?
H – Não… tô não! Vou indo.
M – Vem aqui me dar um beijo de despedida!
H – Querida! Eu volto logo…. depois.
M – Depois não…. quero agora!
H – Ta bom! (Beijo)
M – Vai com o seu ou com o meu carro?
H – Com o meu.
M – Vai com o meu… Tem CD player… O seu não!
H – Não vou ouvir música… Vou espairecer.. .
M – Tá precisando?
H – Não sei… Vou ver quando sair!
M – Demora não!
H – É rápido… (Abre a porta de casa.)
M – Ei!
H – Que foi agora?
M – Nossa! Que grosso! Vai embora!
H – Calma… Estou tentando sair e não consigo!
M – Porque quer ir sozinho? Vai encontrar alguém?
H – O que quer dizer?
M – Nada… Nada não!
H – Vem cá… Acha que estou te traindo?
M – Não… Claro que não… Mas sabe como é?
H – Como é o quê?
M – Homens!
H – Generalizando ou falando de mim?
M – Generalizando.
H – Então não é meu caso… Sabe que eu não faria isso!
M – Ta bom… Então vai.
H – Vou.
M – Ei!
H – Que foi cacete?
M – Leva o celular, estúpido!
H – Prá quê? Prá você ficar me ligando?
M – Não… Caso aconteça algo, estará com celular.
H – Não… Pode deixar…
M – Olha… Desculpa pela desconfiança. .. Estou com saudade… só isso!
H – Ok meu amor… Desculpe-me se fui grosso. Ta. Eu te amo!
M – Eu também!
M – Posso futricar no seu celular?
H – Prá quê?
M – Sei lá! Joguinho!
H – Você quer meu celular prá jogar?
M – É.
H – Tem certeza?
M – Sim.
H – Liga o computador.. . Lá tem um monte de joguinhos!
M – Não sei mexer naquela lata velha!
H – Lata velha? Comprei pra a gente mês passado!
M – Ta. Ok… Então leva o celular senão eu vou futricar…
H – Pode mexer então… Não tem nada lá mesmo…
M – É?
H – É.
M – Então onde está?
H – O quê?
M – O que deveria estar no celular mas não está…
H – Como!?
M – Nada! Esquece!
H – Ta nervosa?
M – Não… Tô não…
H – Então vou!
M – Ei!
H – Que ééééééé?
M – Não quero mais sorvete não!
H – Ah é?
M – É!
H – Então eu também não vou sair mais não!
M – Ah é?
H – É.
M – Oba! Vai ficar comigo?
H – Não vou não… Cansei… Vou dormir!
M – Prefere dormir do que ficar comigo?
H – Não…. vou dormir, só isso!
M – Está nervoso?
H – Claro porra!!!
M – Por que você não vai dar uma volta para espairecer?

Luis Fernando Veríssimo

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

E eu não sei se acordo mais cedo só para passar mais tempo pensando em você ou continuo dormindo só para te manter em meus sonhos.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Uma outra chance, uma outra amizade, um outro amor, uma nova força

É loucura odiar todas as rosas porque uma te espetou. Entregar todos os teus sonhos porque um deles não se realizou, perder a fé em todas as orações porque em uma não foi atendido, desistir de todos os esforços porque um deles fracassou. É loucura condenar todas as amizades porque uma te traiu, descrer de todo amor porque um deles te foi infiel. É loucura jogar fora todas as chances de ser feliz porque uma tentativa não deu certo. Espero que na tua caminhada não cometas estas loucuras. Lembrando que sempre há uma outra chance, uma outra amizade, um outro amor, uma nova força. Para todo fim um recomeço!

O Pequeno Príncipe
Se contarmos todas as palavras que trocamos, daria para escrever um bom romance. Eu nem te conhecia e contei meus absurdos. Tu nem me conhecia e contou teus muitos planos. Se contarmos todos os olhares que trocamos, daria para encher um lago inteiro. Eu nem te conhecia e contei o meu passado. Tu nem me conhecia e contou teu desespero. Se contarmos todos os silêncios que trocamos, daria para povoar um edifício.Eu nem te conhecia e contei meus vinte anos.Tu nem me conhecia e contou teus sacrifícios. Se contarmos todas as fantasias que trocamos, daria pra dizer que amantes fomos. Que amantes somos.

Desconhecido

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Eu sou uma eterna apaixonada por palavras. Música. E pessoas inteiras. Não me importa seu sobrenome, onde você nasceu, quanto carrega no bolso. Pessoas vazias são chatas e me dão sono. Gosto de quem mete a cara, arrisca o verso, desafia a vida. Eu sou criança. E vou crescer assim. Gosto de abraçar apertado, sentir alegria inteira, inventar mundos, inventar amores. O simples me faz rir, o complicado me aborrece.

Caio Fernando Abreu

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

É engraçado, eu sei.
Esse modo como a gente se refere,
com receio que a gente congele.
É, congele. Não encontre o amor
nem sinta mais o calor,
que isso só cause dor.
Que não seja para sempre sentimentos esses,
os para sempre que eu conheço duram só alguns meses.
Não fuja do mundo,
se o fizer me leva junto.
Bem que você poderia repetir,
aquela frase que me faz sorrir.
Os sorrisos que saem do nada,
as mensagens de madrugada.
Você teimando comigo,
me fazendo fugir do perigo.
As palavras que só a gente entende,
aquelas que me fazem contente.
As canções cantadas cantarolando,
e eu aqui amando.
As conversas que nunca acaba,
e eu aqui querendo que nunca acabe.
Quer saber, esqueça tudo falado outrora,
venha bem pertinho mas não demora.

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

O que você acha da gente deixar tudo de lado, esquecer do passado e do que aconteceu.
Fazer diferente, colocar na mente, você e eu?
- Vem cá, vamos fazer de conta que somos elástico, se prender um ao outro.
- Não. Se você soltar machuca.
E então você me disse
que faria de tudo para ser quem eu sempre desejei
me faria feliz como jamais outro alguém
tiraria meus risos oferecidos a outrem.
E foi aí então que eu suspeitei,
Como fazer eu me tornar feliz
Se isso você já o fez.

domingo, 30 de outubro de 2011

Cá estou
Não falando do que restou
Mas do que está por vir
Pensamentos iguais
Solidão não mais
Como quem não quer nada
Mudou madrugada
Risos em forma de poesia
Conversas sobre nostalgia
Andar e encontrar
Parar e conversar
Tudo parece estar
Mudando de lugar
Que mude mesmo
Mude o tempo
Mude com o vento
Fazendo movimento
Em um só momento.

sábado, 29 de outubro de 2011

Eu tenho medo de me esquentar em você e nunca mais querer fugir do frio.

Tati Bernardi
Quando no meio da noite você abre a porta, se aproxima, vem para baixo das cobertas, se deita ao meu lado, põe o cabelo atrás da orelha, me puxa pela cintura, faz-me sentir você, nossa respiração, me olha enquanto seus olhos sorriem, aí então me beija e começamos.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Um cachorro grande, uma samambaia, uma rede, um bem-te-vi, uma biblioteca, um aquário, uma varanda, um jardim, viajar todos os feriados e finais de semana e férias, os livros da biblioteca pode ser alguns escritos por mim, uma canon, barras de cookies, tentativas frustradas de jantares românticos, bilhetes no espelho do banheiro, uma companhia para assistir aos jogos de futebol às quartas e para ir ao cinema aos domingos.

Essa é a vida que quero ter...
E ela virá me abrir a porta como se fosse uma velha amante. Sem saber que é a minha mais nova namorada.

Vinícius de Moraes

domingo, 23 de outubro de 2011

Quero colo, quero beijo, quero cafuné, abraço apertado,
mensagem na madrugada, quero flores,
quero doces, quero música, vento, cheiros,
quero parar de me doar e começar a receber.

Caio Fernando Abreu

sábado, 22 de outubro de 2011

ELE anda cansado das baladas e dos casos furtivos sem sentimentos. Aprendeu a gostar da própria companhia, sem precisar estar em uma turma de amigos todos os sábados. Decidiu que quer um amor verdadeiro… que pode nem ser eterno, mas que traga um sabor doce às suas manhãs, que seja a melhor companhia para olhar a lua. Que ele possa exibir os seus dons na cozinha e o seu conhecimento em vinhos, só para ela.
Quer uma mulher que ele reconheça pelo cheiro dos cabelos, pelo toque dos dedos, pela gargalhada que vai ecoar pela casa transformando um domingo sem graça, no melhor dia da semana. Quer viver uma paixão tranqüila e turbulenta de desejos… quer ter para quem voltar depois de estar com os amigos, sem precisar ficar “caçando” companhias vazias e encontros efêmeros. Quer deitar no tapete da sala e ficar observando enquanto ela, de short jeans, camiseta e um rabo de cavalo, lê um livro no sofá, quer deitar na cama desejando que ela saia do banho com uma lingerie de tirar o fôlego.
Quer brincar de guerra de travesseiros, até que o perdedor vá até a cozinha pegar água. Quer o poder que nenhum dos seus super heróis da infância tiveram… o poder de amar sem medo, sem perigo e sem ir embora no dia seguinte.
Quer provar que pode fazer essa mulher feliz!

ELA quase deixou de acreditar que seria possível ter vontade de se envolver novamente. Foram tantas dores, finais, recomeços e frustrações que pensou em seguir sozinha para não mais se machucar. Então percebeu que a vida de solteira já não está fazendo tanto sentido. Decidiu que quer um amor verdadeiro… que pode nem ser eterno, mas que possa acordá-la com um abraço que fará o seu dia feliz, quer um homem que ela possa cuidar e amar sem receios de que está sendo enganada. Quer a alegria dos finais de semana juntinhos, as expectativas dos planos construídos, o grito de “gol” estremecendo a casa quando o time dele estiver ganhando… a cumplicidade em dividir os segredos.
Quer observá-lo sem camisa, lendo o jornal na varanda… quer reclamar da bagunça no banheiro, rindo e gritando quando ele revidar puxando-a para o chuveiro, completamente vestida.
Quer a certeza de abrir a porta de casa e saber que mesmo ele não estando, chegará a qualquer momento trazendo o brigadeiro da doceria que ela gosta tanto. Quer beijar, cheirar, morder, beliscar e apertar para ter certeza que a felicidade está ali mesmo… materializada nele.
Quer provar que pode fazer esse homem feliz!

Desconhecido

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Dar ou Fazer amor?

Dar não é fazer amor. Dar é dar.
Fazer amor é lindo, é sublime, é encantador, é esplêndido.
Mas dar é bom pra cacete!
Dar é aquela coisa que alguém te puxa os cabelos da nuca...
Te chama de nomes que eu não escreveria...
Não te vira com delicadeza...
Não sente vergonha de ritmos animais.
Dar é bom.
Melhor do que dar, só dar por dar.
Dar sem querer casar....
Sem querer apresentar pra mãe...
Sem querer dar o primeiro abraço no Ano Novo.
Dar porque o cara te esquenta a coluna vertebral...
Te amolece o gingado...
Te molha o instinto.
Dar porque a vida é estressante e dar relaxa.
Dar porque se você não der para ele hoje, vai dar amanhã, ou depois de
amanhã.
Tem pessoas que você vai acabar dando, não tem jeito.
Dar sem esperar ouvir promessas, sem esperar ouvir carinhos, sem
esperar ouvir futuro.
Dar é bom, na hora.
Durante um mês.
Para os mais desavisados, talvez anos.
Mas dar é dar demais e ficar vazio.
Dar é não ganhar.
É não ganhar um eu te amo baixinho perdido no meio do escuro.
É não ganhar uma mão no ombro quando o caos da cidade parece querer te
abduzir.
É não ter alguém pra querer casar, para apresentar pra mãe, pra dar o
primeiro abraço de Ano Novo e pra falar:
'Que que cê acha amor?'.
É não ter companhia garantida para viajar.
É não ter para quem ligar quando recebe uma boa notícia.
Dar é não querer dormir encaixadinho...
É não ter alguém para ouvir seus dengos...
Mas dar é inevitável, dê mesmo, dê sempre, dê muito.
Mas dê mais ainda, muito mais do que qualquer coisa, uma chance ao amor.
Esse sim é o maior tesão, relaxa, cura o mau humor, ameniza todas as
crises e faz você flutuar.
Experimente ser amado...'

Luiz Fernando Veríssimo

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Suspirando aos poucos enquanto você não me tira o fôlego de vez.

domingo, 25 de setembro de 2011

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Então eu soltei a cordinha que te prendia ao meu dedo e te deixei voar.

Karla Thayse Mendes
E bem que no meio do dia você poderia aparecer de surpresa. No meio de uma discussão me roubar um beijo. Em um dia qualquer deixar um bilhetinho no espelho. No meio da noite me acordar para gente se amar. Em um dia especial encher a casa com flores. No meio de uma despedida me agarrar pela cintura. Enquando se arruma me puxar pra debaixo do chuveiro. E quando eu menos esperar fazer-me sentir amada.
Sabe porque eu fico brava?
Porque eu não consigo mais viver sem seu abraço. E as vezes, você faz coisas que eu já vivenciei um dia e vi que não deram certo. E é justamente por eu gostar de você que eu fico brava, porque eu sei que mais cedo ou mais tarde eu poderei passar por aquilo que eu tava passando há algum tempo.
Você sabe que está gostando de alguém quando passa a pensar demais no amanhã.
Tem dias que você some mas, quando reaparece compensa todo o tempo perdido.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Pega no meu queixo e diz que não sou só eu que sinto medo aqui. Faça alguma coisa ruim, qualquer coisa que me impeça imediatamente de sentir esse amor absurdo por você. Estou nas suas mãos e isso não é uma metáfora. Porque eu já não sei mais nada. Parece que sou mesmo seu foco mas, também pode ser que você ande apenas distraído do resto do mundo. Ou, vai que você tá mesmo certo, as coisas são assim mesmo, o amor invade pela boca enquanto a gente se olha e fica rindo.

Gabito Nunes
[…]
_ O quê ? Fala mais alto.
_ Perguntei se você não sente falta !
_ Falta do que ?
_ Do meu cheiro, você sempre disse que meu cabelo tinha cheiro de banho tomado, lembra ?
_ (silêncio dele)
_ Quem cala consente?
_ … Era cheiro de dove, né?
_ Era e ainda é, vem cá cheirar. Aproveita e sente o cheiro do meu novo creme hidratante, é aquele do comercial.
_ Impressão minha ou você quer que eu chegue mais perto?
_ Eu quero que você sinta o gosto do meu novo batom, tem gosto de danone.
_ Você quer que eu te beije?
_ Eu quero que você fique. Por hoje já tá de bom tamanho.
_ Mas se você quiser que eu te beije, eu beijo.
_ (silêncio dela)
_ Quem cala consente?
_ … Vai beijar agora ou espero sentada?

Camila Archuleta
- Alô?

- Oi, não fala nada, só escuta. Sim, tenho plena consciência de que são 2:32 da manhã, ou melhor da madrugada, e que você odeia que te acordem. Sei também que você tá com o coração acelerado porque como sempre, o toque do seu celular é estridente. Mas olha, estou fazendo tudo isso por um bom motivo. Lembra da minha amiga, a Gabriela? Então, ela me apresentou um cara tão lindo, tão inteligente, alto, másculo, e que usa meias referente aos pares. Ele tem dois cachorros dóceis, e mora em um apartamento no centro de São Paulo que é ma-ra-vi-lho-so. Mas antes que você pense que eu liguei pra fazer ciúmes, eu liguei porque eu vim aqui pra sacada fumar, e comecei a chorar. Tava passando ”P.S: eu te amo” na tv por assinatura, e sabe, eu lembrei de quando deitei no sofá com você, e reparei que você usava uma meia de cada par Você chorou igual criança assistindo, até que aquelas suas duas cachorras monstras resolveram brigar por causa daquele bichinho de pelúcia verde, que você apelidou de melequinha. Olha só, que coisa estúpida, eu fumando. Fumando porque quero parecer mais cool e mais descolada, mas estou chorando porque lembrei que o melequinha era tão engraçadinho. Tá vendo? Eu sou uma burra. Mas você, você também é. Burro por me deixar ir embora, burro por não lutar por mim. Te juro que só mais um pedido para que eu ficasse, eu ficava, e ficava pra sempre!Mas você, como sempre, disse que eu já era grande demais pra decidir o que fazer da vida. Mas vida, que vida? Vida sem você? Não existe. O cheiro desse cara que a Gabi me apresentou é de perfume importado, você sabe o quando sou tarada por perfumes. Mas eu largaria esse cheiro de Paris ou de banco de couro de carro novo, não importa, pelo seu cheiro de cebolas, após uma tentativa frustrada de um jantar romântico. Tô chorando mais ainda. Por que você não me pega no colo, diz a ele que sou sua, e me leva pra sua casinha, meu indie, hippie, sei lá, que tem cheiro de lavanda, hein? Hein? Já se passaram 6 meses, vi suas atualizações nas redes sociais. Vi você começando e terminando relacionamentos como quem começa e termina uma barra de chocolate. E eu não falei nada. Quer dizer, até agora, porque você é um idiota, sabe que me ama e não faz porcaria nenhuma. Mas enfim, além de estar fumando e chorando, eu também tô bebendo. Bebendo muito, mas nem assim esqueço. Você sabe o quanto me faz falta? Todos os poemas de Vinicius me lembram você, e os toques, os sorrisos, as piadas, são tão sem graça se não há você do meu lado, bagunçando meu cabelo e mordendo meu pescoço Mas tá bom, tô falando demais, né? Você ainda tá aí? Tô falando tanto e nem reparei se a sua respiração tá no outro lado da linha
- Tô respirando sim (risos).
- (risos) Que bom então. Desculpa te acordar, te dizer tudo isso, na verdade, eu só tô um pouco cansada, esquece o que eu disse, eu nem gosto mais de voc …
- Que horas te busco?
- Agora.
- Tô indo, te amo.
- Vem logo, tá frio. Amo você também.

Camila Archuleta (último parágrafo)
E o meu coração? Ele é bom, mas é burrinho. Não dou ouvidos a ele. Ou talvez, por não ouvi-lo, então a burra seja eu.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Antes de abrir a porta do coração novamente, melhor limpar a bagunça que ficou da última vez.

Clarice Lispector

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Um homem inteligente falando das mulheres

Tenho apenas um exemplar em casa, que mantenho com muito zelo e dedicação, mas na verdade acredito que é ela quem me mantém. Mulher vive de carinho. Dê-lhe em abundância. É coisa de homem sim, e se ela não receber de você vai pegar de outro. Beijos matinais e um 'eu te amo’ no café da manhã as mantém viçosas e perfumadas durante todo o dia. Flores também fazem parte de seu cardápio – mulher que não recebe flores murcha rapidamente e adquire traços masculinos como rispidez e brutalidade. Respeite a natureza. Você não suporta TPM? Case-se com um homem. Mulheres menstruam, choram por nada, gostam de falar do próprio dia. Não faça sombra sobre ela. Se você quiser ser um grande homem tenha uma mulher ao seu lado, nunca atrás. Assim, quando ela brilhar, você vai pegar um bronzeado. Porém, se ela estiver atrás, você vai levar um pé-na-bunda. Aceite: mulheres também têm luz própria e não dependem de nós para brilhar. O homem sábio alimenta os potenciais da parceira e os utiliza para motivar os próprios. Ele sabe que, preservando e cultivando a mulher, ele estará salvando a si mesmo. É, meu amigo, se você acha que mulher é caro demais, vire gay. Só tem mulher quem pode!

Luiz Fernando Veríssimo

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Você é riacho
E acho que teu rio corre pra longe do meu mar
Mar marvado seria o rio
Que correndo do meu riacho
Levaria o que acho
Pra onde ninguém pode achar

teatro ♪

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Não importa o quanto você tentou e deu errado, não importa o quanto você confiou e quebrou a cara, não importa quantas vezes você deu viagem perdida, não importa se você teve que andar na chuva, muito menos as vezes que seu coração foi partido... As coisas simplesmente acontecem! O importante é não se arrepender de nada, viver cada dia, arriscar e ter a certeza que para cada lágrima que você derramar hoje, vão ter duas gargalhadas de perder o ar amanhã.

Mas cá entre nós, não se importar é difícil não é?

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

E. Queria estar amando.
C. Mas não está?
E. Mas amando alguém.
C. E sua família?
E. Pois é, alguém que faça parte dela.
C. Um irmão?
E. Não, isso não conta.
C. Melhor amigo?
E. É, pode ser.
C. Mas como assim amando?
E. Ah, amando, só amando.
C. A mando de quem?
E. Do destino.
C. Amando quem?
E. Alguém, não sei bem quem.
C. Você o conhece?
E. Mas que a mim.
C. E como é?
E. Agora não posso dizer.
C. E porque não?
E. Porque quando a gente ama a gente não sabe direito, não fala coisa com coisa.
C. E se você o amar para sempre?
E. Ia ser adorável.
C. Mas dai não iria saber denifir nunca?
E. E tem coisa melhor.
C. O que, não saber definir?
E. É, ia caber só a mim.
C. E porque amar?
E. E porque não?
C. Mas e porque...
E. Ah coração, quer saber? Me deixa em paz!


C. ♥.
E. eu.

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Há momentos na vida em que sentimos tanto
a falta de alguém que o que mais queremos
é tirar esta pessoa de nossos sonhos
e abraçá-la.

Clarice
Meu coração se agita quando você... me olha assim
Ao teu lado me refaço

Obrigado por estar aqui
Combinado.

Eu me perco.
Você me encontra.

Sentamos.
Conversamos.
Você me acha,
E não nos
perdemos mais.



Desconhecido
No fim tu hás de ver que as coisas
mais leves são as únicas
que o vento não conseguiu levar:

um estribilho antigo,
um carinho no momento preciso,
o folhear de um livro de poemas,
o cheiro que tinha um dia,
o próprio vento...

Mário Quintana
Encontrar alguém mais chato do que eu;
alguém que me tire do sério só de me olhar, que eu consiga tirar do sério só de olhar, que eu entenda só de olhar. Alguém que me deixe muuito brava mas segundos depois me faça sorrir, alguém que elogie até o modo como eu olho e falo, alguém que concerteza tenha o melhor abraço do mundo, o melhor cafuné e o melhor beijo também, alguém que mesmo depois de muito tempo eu lembrarei até da voz, alguém que eu não consiga passar nem mais um só dia sem ver, alguém que eu possa dormir e acordar com o perfume, alguém que eu implique com as brincadeiras tongas, alguém que tenha o mesmo sorriso do qual eu gostava quando tinha uns 12 anos, alguém que sinta ciúmes e seja envergonhado, alguém que implica com tudo, e quando eu digo tudo, é tudo mesmo! Alguém que fica falando que eu sou chata, brava, invocada mas que gosta de mim mesmo assim, alguém que me deixa feliz só por estar feliz, alguém que eu fale para não ser tão sério mas que eu brigue quando brinca demais, alguém que me atente um monte só para me ver brava, alguém que saiba enumerar meus defeitos assim como minhas qualidades, alguém que no meio do dia eu me pegue pensando, alguém que incrivelmente tem o mesmo gosto, mesmo objetivo, mesmo jeito, mesmo modo de pensar que eu, alguém que me ligue todos os dias só para saber como eu estou, alguém que faz questão de falar que nem gosta de mim mas que não vai me largar um minuto haha
Alguém com quem eu poderia ficar um dia inteiro em um só abraço e eu ainda pedisse mais.
Toda pessoa deveria ter ex. Você reclama que ela/ele tem ex, tá e dai? Primeiro, o atual é quem? Segundo, a pessoa tem uns bons anos e nunca namorou, quando namorar não vai saber como tratar de verdade, eu digo de verdade, uma mulher, não vai saber como lidar com certas situações, não vai saber o que deve ou não deve fazer. Quando se tem ex, você sabe que se você repetir o que uma vez você fez, pode dar errado. Você conhece tipos de pessoas e vai criando conceitos, além do que com o passar do tempo você se torna mais crítico e mais inteligente. Já ouviu aquela história "ah, era minha primeira namorada, eu nem sabia de nada" então, você passa a perceber quem realmente vale a pena. Você conhece alguém, conversa com ela sempre e tal, você se envolve com essa pessoa. Ela começa a te tratar de um jeito diferente, como se ela tivesse te escolhido para ela, você vai saber que isso é muito melhor do que aquela outra pessoa que apareceu na tua vida e dava pra contar quantas vezes te ligou na semana e quantas vezes fez questão de falar o quanto gosta de estar com você. Sinceramente, nem em outra vida eu gostaria de ser homem, não mesmo. Já pensou ter que entender uma mulher? É de deixar louco. Mulher é imprevisível, é cabeça dura, gosta de ser paparicada a todo momento, gosta que o homem entenda que ela está gritando de raiva por dentro sem ela ter demonstrado isso. Quer que o homem descubra o que ela quer sem nem ao menos dar uma dica. E homem não fica muito atrás, se você acha que é fácil agradar um homem sem ficar falando de sacanagem, de tipos de bebida, em ficar horas pensando se ele vai gostar, em que roupa vestir, em que perfume usar, em o que falar, em como agir, em ficar descobrindo o que o agrada, é de deixar mais louca ainda. Então para você que é mulher, pare de reclamar da ex de quem está com você, porque através dessas mulheres que passaram na vida dele, ele conseguiu uma coisa, que só uma mulher é capaz de dar à um homem: maturidade. E para você que é homem, pare de enxer a mulher que está com você que ela já namorou não sei quantas vezes, porque além de ter se tornado mais madura com as vezes que uma pessoa a machucou, ela vai te agradecer mais do que nunca por ser você quem está ao lado dela, mostrando a ela que nenhuma outra pessoa vai lhe tratar melhor e que os outros que passaram na vida dela, foram só outros.
E não há nada melhor do que você olhar para a pessoa do seu lado e dizer: foi você que eu escolhi. Em você conhecer alguém e perceber que o coração bateu mais acelerado. Que de todas as pessoas que passaram na tua vida, aquela você não quer que passe, você quer que fique.
Relacionamentos anteriores não são passados, são experiências.


A melhor coisa é você cair, tropeçar, se decepcionar, se machucar porque quando você se levanta você percebe o quão grande você é.


Quer saber a diferença entre um menino e um homem?
Pergunte o que ele faria se você o desse uma chance de te fazer feliz.

Não digo a resposta porque as mulheres entendem e os homens/meninos precisam descobrir sozinhos ;)


Obs: só não faça essa pergunta quando ele estiver gostando de alguém, porque a resposta vai confundir.

domingo, 7 de agosto de 2011

Até o momento sei
De quase tudo [...]
Amar, conviver.
Sonhar, crescer.
Acredite na beleza dos sonhos
No final feliz
Num amanhã melhor
Numa tarde perfeita
Em cada atitude
Num lugar
Cada gesto
Cada carinho
Em uma noite mais bela
Na infância eterna
No sorriso mais contagiante
No gesto mais sincero
Na amizade verdadeira
Um céu mais bonito
O amor infinito
Em um mundo perfeito
Em você no ontem
Em você no amanhã
Na parte preta e branca
Na parte colorida
Ser louco é ser normal
Ser diferente tambem
Mas será que isso... é o que relamente interessa?

Quando a gente gosta de alguém, quer estar sempre por perto mesmo tão longe, quer viver cada momento intensamente, quer confiança, um porto seguro, tudo que está ao seu redor faz lembrar alguma coisa dela, fazer de tudo para vê-la feliz, deixando de se preocupar com outras coisas. Gostarei sempre de você pois sei que valerá a pena no final, não importa o que aconteça, o mais importante é você e isso já sei que tenho.
Seu sorriso, seu olhar.
Já virou um vicio, um hábito para mim
É como inspirar e expirar.

My fair lady - 1964
Aprender é descobrir aquilo que você já sabe. Fazer é demonstrar que você sabe. Ensinar é lembrar aos outros que eles sabem tanto quanto você.

Richard Bch
-

"Seja a parte colorida de uma vida preta e branca"


-

Homem que é Homem

Chega junto quando quer, pega de jeito, mas com respeito, beija bem, faz de tudo pra agradar a menina do jeito dele, é gentil, é educado e te faz rir. Não tem medo de te elogiar e o faz com frequência, enfrenta qualquer coisa pra te proteger.
Homem que é homem não liga de te chamar de linda ao invés de gostosa, e acima de tudo faz você se sentir assim. É romântico, te escuta quando você precisa de alguém e se sente feliz por ter ajudado. Ele te beija na testa, te segura pela cintura porque quer. Não se importa, nem tem vergonha de dizer o quanto ele se preocupa com você. Coloca os amigos no lugar deles caso eles falem ou façam algo errado.



Homem que é homem tem orgulho da sua mulher, da sua família. Não é covarde e admite quando esta errado, enfrentando as consequências. Homem que é homem não trai. Homem que é homem pede desculpa. Sabe a hora de falar sério, trabalha e faz o que acha certo fazer.
Homem que é homem tem valores e sabe que o sucesso é apenas consequência.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

[...] e quando o médico lhe perguntou:
- O que sente?
Ele respondeu com toda fria segurança do homem determinado.
_ Eu amo.
_ E mais nada?
_ Oh! Senhor doutor, julga isso pouco?

A Moreninha

amor, felicidade, carinho, sorriso, abraço, beijo, aperto ♥

O casal perfeito talvez seja aquele que não desiste de correr atrás do sonho e da certeza de que, apesar dos pesares, a gente, a cada dia, se escolheria novamente!



Lya Luft
Até hoje não diferencio os cogumelos venenosos dos sadios. Como descobrir o que mata sem morrer um pouco por vez?

Fabrício Carpinejar


O dia em que aparecer alguém e me provar que realmente é diferente e único. Quem sabe eu mude minha concepção sobre o ideal.



"Estamos todos presos do lado de fora de um abraço"

Eric :)

terça-feira, 19 de julho de 2011



Razão ou coração?
Quem tem que se dar ao privilégio. Um diz o que pensa, outro diz o que sente. Um se faz sentimento, outro é concreto.

Queria saber;

E onde foram parar os beijos delicados, as mãos juntas e os sentimentos igualados?
Época essa em que modismos tomaram conta, hoje nem vemos casais abraçados andando pelas calçadas rindo à toa, vemos a cada esquina alguém se desvalorizando e se tornando mais fútil. Onde foram parar os beijos nas mãos, e na testa alguém sabe? O respeito e o companheirismo que existiam entre um homem e uma mulher, alguém sabe para onde foi? E sem contar as flores nas manhãs de feriado, e os bilhetinhos românticos então. O brilho na boca e o sorriso no olhar deveria ser a principal coisa para se notar em alguém. Aquele olhar prolongado e aquele silêncio gritando; ah que saudades que dá! E quer saber desejo dor para todo mundo. Dor no rosto de tanto rir, dor na barriga de tanto gargalhar, dor nos olhos de tanto apreciar, dor na boca de tanto se expressar, dor nos braços de tanto abraçar, e principalmente dor no coração de tanto amar. Desejo um medo imenso. Medo do medo, medo de não estar certo, medo de não recomeçar, medo das coisas ruins, medo de não querer tentar! Que a distância esteja cada vez mais presente. A distância de coisas que não fazem bem, distância de coisas que machucam, distância de palavras que machucam, distância de pessoas que machucam, distância da distância. Então, pensa você mesmo. Que valor você quer ter?
A vida é curta,
mas as emoções que podemos deixar
duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar
porque um belo dia se morre.

Clarice Lispector
Cada dia te amo de uma maneira diferente.
Cada dia tenho motivos a mais para te amar.
Ao seu lado tenho motivos de sobra para sorrir.
Se quando se ama a gente fica bobo, sou eternamente boba por você.

Se você permitir,
amanhecerei serenamente ao teu lado despertando-te com meus abraços.
Dar-te-ia o afago mais doce e meigo, e o beijo mais amoroso das tuas manhãs.
Permita-me?...
Quantas vezes você já chegou no limite e achou que não iria mais aguentar?
E quantas vezes você deu a volta por cima fazendo tudo mudar?

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Cansa

Paquerar é bom, mas chega uma hora que cansa! Cansa na hora que você percebe que ter 10 pessoas ao mesmo tempo é o mesmo que não ter nenhuma, e ter apenas uma, é o mesmo que possuir 10 ao mesmo tempo. Nessas horas sempre surge aquela tradicional perguntinha: Por que aquela pessoa pela qual você trocaria qualquer programa por um simples filme com pipoca abraçadinho no sofá da sala não despenca na sua vida?

Luiz Fernando Veríssimo

terça-feira, 12 de julho de 2011

Há quanto tempo você não dá um abraço? Daqueles bem apertado, de tirar o ar, de ficar vermelho, de sentir o coração batendo. Daqueles que logo vem um sorriso, um entrelaçar de dedos, e uma fungada no pescoço. Daqueles que fazem relembrar todos os momentos, todos os beijos, carinhos e todos os eu te amo. Daqueles com a mão na nuca, com a mão na cintura, com a mão na mão. Daqueles de amigo, de namorado, marido, travesseiro. Daqueles mais tímidos, mais atrevidos, dos mais envergonhados, aconchegantes. Daqueles mais rapidinhos, dos mais demorados, dos que a gente se esquece. Daqueles quando tá com frio, quando tá com calor, quando tá mais ou menos. Daqueles normais, por trás, quando se está deitado, quando é inesperado. Daqueles de pegar no colo, levantar do chão. Daqueles que a gente nunca esquece, que traz segurança e paixão. Há quanto tempo você não dá um abraço?

quinta-feira, 23 de junho de 2011




E para falar a verdade, no final do dia a gente só quer alguém para poder contar sobre o que a gente fez o dia todo, para fazer uma massagem e rir com a gente. E quando paramos para pensar cadê essa pessoa? Onde está aquela que sempre pensamos e pensamos; pensamos tanto que esquecemos do mundo. Vivemos a imaginar o dia em que viveremos da maneira como queremos, com quem sempre imaginávamos ter. É quando a vida te dá um empurrão e você descobre que a pessoa que tanto procurou está bem ao seu lado, te fazendo feliz como jamais imaginou ser feliz um dia.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Foi esse teu jeito;
Que me fez desandar
Me perder no seu olhar
E nunca mais querer voltar.
Queria morar em seu abraço
E me alojar em seus beijos
Queria poder nunca mais soltar sua mão.

sábado, 30 de abril de 2011

E no final das contas, o que é mesmo o amor?