Eu não sou promíscua. Mas sou caleidoscópica: fascinam-me as minhas mutações faiscantes que aqui caleidoscopicamente registro. C.L.



quinta-feira, 8 de março de 2012

Ser mulher é muito além de ser mãe, amiga, irmã, companheira e esposa. Não é somente reclamar que algum homem não a ama, botar a culpa na TPM, se fazer de ranzinza quando está com cólica, ter atitudes de homem grosso e pensamentos de mulher vulgar. Ser mulher é muito além de subir em um salto 18, entrar em uma roupa 40, cuidar para não quebrar a unha, não sair por não ter roupa mesmo com o armário estando cheio, ter 50 bolsas e sair só com uma, acordar meia hora antes para dar tempo de fazer a maquiagem. Está muito além de permanecer durante 9 meses com um presente de Deus na barriga e depois de 9 meses nunca mais dormir tranquila. Está muito além de querer presentes, de querer parabéns em um dia como este, em ficar provando que é do bem. Ser mulher é se dar o respeito, é saber do valor que tem, é saber levar um sorriso no rosto estando com o coração partido, é saber erguer a cabeça em uma decepção, é saber agradecer, é saber lutar, é saber acordar a cada manhã mais apaixonante e encantadora, é saber ser feliz. Ser mulher não é somente querer presentes caros e provas de amor eterno, ser mulher é querer um beijo na testa e sentir-se a mais contente do mundo, é querer ser chamada de linda e sentir-se a mais amada, é querer receber aquela mensagem no celular e sentir que ganhou o dia, é querer ser colocada do lado de dentro da calçada, não achando isso velho demais. Ser mulher é por-se no seu lugar, é saber a hora de ser menina e a hora de tornar-se uma mulher. Não, não existe mulher feia, existe mulher que não se cuida, que não sabe o poder que tem! Não existe mulher interesseira, existe mulher que não foi lhe apresentada o amor! Ser mulher é ter consciência de seus atos, confiança em suas atitudes e ser verdadeira sempre. Mulher de verdade não é aquela que fala que homem é tudo igual, mas aquela que faz a diferença na vida deles. Mulher de verdade não quer igualdade entre os sexos, pois ela sabe que homens e mulheres são totalmente diferentes, têm atitudes diferentes e histórias diferentes. Homem é determinado, é razão, é prático. Mulher é emoção, é delicada, é complicada. Complicada e muito! Mulher é a única pessoa que chora vendo novela e fica encantada só de ouvir palavras bobas. O dia das mulheres existe, não para recebermos elogios e parabéns, mas para lembrarmos que mulher tem que ser valorizada sempre, tanto por um homem como por ela mesma.



A flor da foto ganhei de um dos grandes homens da minha vida, meu irmão.

Com licença poética

Quando nasci um anjo esbelto,
desses que tocam trombeta, anunciou:
vai carregar bandeira.
Cargo muito pesado para mulher,
esta espécie ainda envergonhada.
Aceito os subterfúgios que me cabem,
sem precisar mentir.
Não sou tão feia que não possa casar,
acho o Rio de Janeiro uma beleza e
ora sim, ora não, creio em parto sem dor.
Mas o que sinto escrevo. Cumpro a sina.
Inauguro linhagens, fundo reinos
- dor não é amargura.
Minha tristeza não tem pedigree,
já a minha vontade da alegria,
sua raiz vai ao meu mil avô.
Vai ser coxo na vida é maldição para homem.
Mulher é desdobrável. Eu sou.

Adélia Prado