Eu não sou promíscua. Mas sou caleidoscópica: fascinam-me as minhas mutações faiscantes que aqui caleidoscopicamente registro. C.L.



sábado, 24 de dezembro de 2011

Então é Natal


Acho essa a melhor época do ano. Tudo bem que depois de um tempo a gente acaba descobrindo que Papai Noel não existe, mas poxa, durante toda a tua infância você se apegou a isso, e querendo ou não adorava chegar essa época do ano para ganhar os presentes. Acredito ser uma das melhores datas comemorativas, não só por ser entregues presentes, ter amigo secreto, panetones, enfeites e árvores de Natal, mas principalmente porque é passado com a família. Por mais que seus pais não estejam mais aqui ou estão longe, você nunca passa sozinho, sempre passa ao lado de alguém, seja marido, esposa, filhos e até mesmo os amigos que são a família que permitimos escolher. Mesmo a gente sabendo que toda aquela história do Pólo Norte, da barba, das renas, chaminés, que tudo isso não passou de uma brincadeira, cá entre nós, era a melhor brincadeira de quando éramos crianças, a melhor mentirinha que alguém podia nos contar. Deixe que a alegria, o sorriso de quando você era pequenininho, as palavras doces, a ingenuidade de uma criança, deixe tudo isso voltar em você. E um FELIZ NATAL.