Eu não sou promíscua. Mas sou caleidoscópica: fascinam-me as minhas mutações faiscantes que aqui caleidoscopicamente registro. C.L.



quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

e daí então você sentou no sofá
disse-me para me aproximar
e fui.

encaixou-me em sua cintura
falando que sou só sua
e acreditei.

me puxou para mais perto
como se fosse dar certo
e deu.

de repente você me beijou
e foi só o que me restou
e aconteceu.

outro dia amanheceu
no lençol você e eu
e sorriu.

sorriu com o olhar
insistia em falar
e escutei.

falava sobre tudo e nós
sussurrando a voz
e percebi.

brilhou então a boca
esquecendo a voz rouca
e continuei.

a voz rouca mostrava
que na noite passada
aconteceu.

acabou então a trama
quebramos no chão a cama
e quis repetir.

com a cama quebrada
em direção à sacada
fomos.
em direção à sala
fomos.
em direção à cozinha
fomos.
em direção à escada
fomos.
por toda vida
amamos.