Eu não sou promíscua. Mas sou caleidoscópica: fascinam-me as minhas mutações faiscantes que aqui caleidoscopicamente registro. C.L.



sexta-feira, 25 de novembro de 2011

E eu poderia ficar ali durante mais algum tempo, ouvindo você falar, sentindo teu cheiro, me perdendo no teu abraço, gostando teu beijo.