Eu não sou promíscua. Mas sou caleidoscópica: fascinam-me as minhas mutações faiscantes que aqui caleidoscopicamente registro. C.L.



sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Então eu soltei a cordinha que te prendia ao meu dedo e te deixei voar.

Karla Thayse Mendes

Nenhum comentário:

Postar um comentário