Eu não sou promíscua. Mas sou caleidoscópica: fascinam-me as minhas mutações faiscantes que aqui caleidoscopicamente registro. C.L.



sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Sabe porque eu fico brava?
Porque eu não consigo mais viver sem seu abraço. E as vezes, você faz coisas que eu já vivenciei um dia e vi que não deram certo. E é justamente por eu gostar de você que eu fico brava, porque eu sei que mais cedo ou mais tarde eu poderei passar por aquilo que eu tava passando há algum tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário