Eu não sou promíscua. Mas sou caleidoscópica: fascinam-me as minhas mutações faiscantes que aqui caleidoscopicamente registro. C.L.



domingo, 23 de outubro de 2011

Quero colo, quero beijo, quero cafuné, abraço apertado,
mensagem na madrugada, quero flores,
quero doces, quero música, vento, cheiros,
quero parar de me doar e começar a receber.

Caio Fernando Abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário