Eu não sou promíscua. Mas sou caleidoscópica: fascinam-me as minhas mutações faiscantes que aqui caleidoscopicamente registro. C.L.



segunda-feira, 1 de agosto de 2011

[...] e quando o médico lhe perguntou:
- O que sente?
Ele respondeu com toda fria segurança do homem determinado.
_ Eu amo.
_ E mais nada?
_ Oh! Senhor doutor, julga isso pouco?

A Moreninha

Nenhum comentário:

Postar um comentário