Eu não sou promíscua. Mas sou caleidoscópica: fascinam-me as minhas mutações faiscantes que aqui caleidoscopicamente registro. C.L.



terça-feira, 28 de julho de 2009

Apesar de estarmos em cantos diferentes, olhamos para a mesma lua e caminhamos na mesma superfície. vemos a mesma terra e o mesmo céu, até o sol e as estrelas que nos iluminam e nos cobrem são os mesmos, o ar que eu respiro é o mesmo ar que você respira, o amor é o mesmo, a dor é a mesma.Eu e você estamos distantes apenas de presença, mas não de alma, pois tudo que se ver nos une e diante de tudo isso a única distância que existe de verdade é a do pensamento até o coração, sem você eu não sou nada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário